23 de agosto de 2011

E sai a tão esperada lista Cooperativista

Entonces meus amigos..
Sei que as minhas passaditas por aqui andam restritas..mas essa é por um motivo flor de especial...
Mais uma edição do festival "O Rio Grande Canta o Cooperativismo".
Posto pra vocês as composições que estarão no palco do festival, que acontrece nos dias 07 de Outubro (Pinhal),  28 de Outubro (Bento Gonçalves) e 18 de Novembro (São José do Ouro). Em cada uma das eliminatórias dez músicas estarão disputando três vagas para a grande final que acontece no dia 09 de Dezembro na cidade de Tapera.

Das premiações:
1º lugar: R$ 8.000,00 (oito mil reais) e troféu
2º lugar: R$ 7.000,00 (sete mil reais) e troféu
3º lugar: R$ 6.000,00 (seis mil reais) e troféu
Melhor instrumentista: R$ 4.000,00 (quatro mil reais) e troféu
Melhor intérprete: R$ 4.000.00 (quatro mil reais) e troféu
Melhor letra: R$ 4.000.00 (quatro mil reais) e troféu
Melhor melodia: R$ 4.000,00 (quatro mil reais) e troféu
Melhor arranjo: R$ 4.000,00 (quatro mil reais) e troféu
Música mais popular: R$ 4.000,00 (quatro mil reais) e troféu


Posto pra vocês as músicas que estarão na disputa deste, que é um dos maiores festivais do Rio Grande do Sul.
São elas:

- Um novo fim
Ritmo: Rock’n roll     
Letra: Jean Kirchoff
Melodia: Piero Ereno
Representando a Cooperativa Sicredi Vale do Soturno

- Quem coopera amigo é
Ritmo: Samba
Letra e melodia: Maninho Pinheiro
Representando a Cooperativa Cesma

- Um novo tempo

Ritmo: Canção
Letra: Luciano Lopes Ferrera
Melodia: Piero Ereno
Representando a Cooperativa Cotribá

- A grande força
Ritmo: Vaneira/moda de viola
Letra e melodia: Érlon Péricles e Cristiano Quevedo
Representando a Cooperativa Sicredi Vale do Camaquã

- Luz
Letra: Armando Vasques dos Santos
Melodia: Tuny Brum
Representando a Cooperativa Cesma

- Homem da terra
Ritmo: Rasguido doble
Letra: José Mauro Ribeiro Nardes e Severino Rudes Moreira
Melodia: Sérgio Rosa
Representando a Cooperativa Sicredi União

- O ideal da parceria
Ritmo: Milonga/toada
Letra: Rodrigo Bauer
Melodia: Mário Barbabá Dornelles e Vantuir Caceres
Representando a Cooperativa Sicredi União

- Tecendo cores
Ritmo: Zamba
Letra e melodia: Aline Ribas (EUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!)
Representando a Cooperativa Sicredi Zona Sul

- Vila cooperativismo
Ritmo: Xote
Letra e melodia: Chico Saga e Mário Tressoldi
Representando a Cooperativa Sicredi Nordeste

- Força sulina
Ritmo: Galopa
Letra: Máximo Fortes e Luiz Carlos Ranoff
Melodia: Luiz Carlos Ranoff
Representando a Cooperativa Sicredi Região Centro

- O Rio Grande num só ideal
Ritmo: Milonga
Letra: Guilherme Suman e Thiago Suman
Música: Kako Xavier
Representando a Cooperativa Sicredi Mil

- Defendendo esta bandeira
Ritmo: Milonga
Letra: João Antunes e João Ribeiro
Melodia: Ademar Garcia
Representando a Cooperativa Coopatrigo

- Quem coopera
Ritmo: Canção/chamamé
Letra: Chico Saga e Mário Tressoldi
Melodia: Mário Tressoldi
Representando a Cooperativa Sicredi Nordeste

- Testemunho de vida
Ritmo: Rasguido doble
Letra: Nenito Sarturi
Melodia: Tuny Brum
Representando a Cooperativa Cesma

- Somos mais do que o somar
Ritmo: Chamamé
Letra: Raul Giovani Cezar Maxwell
Melodia: Renato Mirailh
Representando a Cooperativa Coobb

- De mãos dadas
Ritmo: Canção
Letra: Rômulo Chaves
Melodia: Robledo Martins
Representando a Cooperativa Sicredi Grande Palmeira

- Que força é essa
Ritmo: Canção
Letra: José Antônio Moraes
Melodia: João Bosco Ayala Rodriguez e Nilton Jr.
Representando a Cooperativa Sicredi Centro Leste

- O Rio Grande abraçado
Ritmo: Rasguido doble
Letra: José Luiz Cesarin
Melodia: Wilson Paim
Representando a Cooperativa Unicred Grande Santa Rosa

- As lições do catavento
Ritmo: Canção
Letra: Armando Vasques dos Santos
Mlodia: Adão Quintana e Nairo Arena Almeida
Representando a Cooperativa Sicredi Itaquiense

- Fibra guerreira
Ritmo: Chacarera
Letra: Claudionir Araújo Bastos
Melodia: Vane Vieira e Maurício Soares
Representando a Cooperativa Sicredi Itaquiense

- Os filhos desses tecelões
Ritmo: Canção
Letra: Duca Duarte
Melodia: Pirisca Grecco
Representando a Cooperativa Sicredi Itaquiense

- A flor cooperativa
Ritmo: Candombe
Letra: Fábio Prates e Sérgio Roquette
Melodia: Fábio Prates
Representando a Cooperativa Sicredi Itaquiense

- A grande cooperativa
Ritmo: Chamarra
Letra: Rodrigo Bauer
Melodia: Digo Oliveira
Representando a Cooperativa Sicredi Região Centro

- Alma cooperativa
Ritmo: Samba
Letra e melodia: Caio Martinez
Representando a Cooperativa Sicredi União Metrópolitana

- Força gaúcha e latina
Ritmo: Carnavalito
Letra: Rômulo Chaves 
Melodia: Raul Quiroga
Representando a Cooperativa Sicredi Grande Palmeira

- Cooperativa
Letra: Flaubiano Lima   
Melodia: Jonas Demeneghi
Representando a Cooperativa Sicredi Nordeste

- Nossa bandeira
Ritmo: Milonga
Letra: Lucas Mendes
Melodia: Zulmar Benitez
Representando a Cooperativa Sicredi Botucaraí

- Princípios de vida
Ritmo: Toada
Letra: Leandro Minuzzi Bidinotto
Melodia: Edvanio Belmude Vieira e Maurício Soares
Representando a Cooperativa Sicredi Itaquiense

- União é coisa nossa
Ritmo: Canção
Letra: Rafael R. Cardoso e Gerson S. de Souza
Melodia:  Rafael R. Cardoso e Cláudio A. Scheffer
Representando a Cooperativa Sicredi União Metropolitana

- Além dos sonhos
Ritmo: Chamarra
Letra: Diogo dos Santos e Luiz Leal Saucedo
Melodia: João Quintana, Vane Vieira e Maurício Soares
Representando a Cooperativa Sicredi Itaquiense

Jurados: Fátima Gimenez, cantora; Luciano Camargo, músico; Pedro Jr. da Fontoura, pajador; Astor Dalferth, maestro; e Carlos Omar Villela Gomes, autor.

21 de agosto de 2011

25º MOENDA AO VIVO

Entonces...
Final de semana de jubileu de prata da Moenda da Canção. Posto pra vocês as músicas classificadas para a grande final. Já tenho meu palpite pra melhor arranjo, melhor intérprete e pro primeiro lugar..mas só conto depois, heheheheheh!! Pra quem quiser acompanhar AO VIVO com audio e vídeo é só acessar a TV MOENDA. 
Boa sorte aos amigos na terra da rapadura e da cachaça e do meu querido Nilton Junior!

Classificadas:

1- O Pedro e o Maninho
Carlos Omar Villela Gomes (Santa Maria – RS)
Piero Ereno (Porto Alegre – RS)

2- Milonga das sete faces
Guilherme Suman e Thiago Suman (Porto Alegre – RS) 
Ricardo Martins e Matheus Alves (Santana do Livramento – RS)

3- Rendeiro baião de mim
Daniel Wolf (Porto Alegre – RS)
Felipe Azevedo (Porto Alegre – RS)

4- Pode se misturar
Caio Martinez (Porto Alegre – RS)

5- Cores e aromas
Zé Renato Daudt (Porto Alegre – RS) e Túlio Urach (Uruguaiana – RS)
Miguel Azambuja (Cruz Alta – RS)

6- Água boa de beber
Zé Alexandre (Poços de Caldas – MG) e Paulo Delfino (São Paulo – SP)
Paulo Delfino (São Paulo – SP)

7- Hino a Ninkasi
Bárbara Jaques de Góes (Recife – PE)
Thiago Lasserre Ferreira (Recife – PE)

8- A luz da coragem Guilherme Suman e Thiago Suman (Porto Alegre – RS)
Adriano Sperandir e Cristian Sperandir (Osório – RS)

Finalistas da 1ª Moenda Instrumental
1- Flamboyã
Cristian Sperandir e Adriano Sperandir (Osório – RS)

2- Sete e três
Luiz Mauro Filho (Porto Alegre – RS)

9 de agosto de 2011

Olhando a Curva da Estrada" vence a 21 Guyanuba da Canção

OLHANDO A CURVA DA ESTRADA
Buenas gurizada..
Meio atrasadita..me recuperando do final de semana pelos pagos de Sapucaia.Por lá pess de amigos queridos na Guyanuba da Canção. Parabéns aos vencedores!!!
Posto pra vocês o resultado do festival.

1º lugar 
“Olhando a curva da estrada” 
Letra de Martins César, 
Música de Alessandro Gonçalves
Interpretada por Robledo Martins.
 
2º lugar 
“Eu Tapera”, 
Letra de Silvio Genro
Música de Tuny Brum, 
Interpretada por Tuny Brum 

3º lugar 
“O amigo do campeiro”
Letra de Rafael Chapetta
Música de Paulo Ricardo Saavedra
Interpretada por João de Almeida Neto.

Melhor Intérprete – Robledo Martins
 
Melhor Instrumentista – Tiago Quadros
 
Melhor Música Regional – “Quando a partida é a mesma chegada” , de Robson Paines da Silveira
 
Música mais popular – “De sonhos e recuerdos”, interpretada por Stefano Rodrigues.

5 de agosto de 2011

Findi de 21° Guyanuba da Canção

Buenas meus amigos..
Amanhã cedito me voy rumoa  Sapucaia do Sul, por lá acontece a 21° Guyanuba da Canção. Pra quem quiser acompanhar AO VIVO basta clicar AQUI.
Posto pra vocês as músicas que estarão no palco. São elas:

Eu Tapera - Milonga

Letra: Sílvio Genro
Música: Tuny Brum
Uruguaiana / Santa Maria

Aos Olhos de Quem é Campo - Milonga
Letra: Lucas Mendes e Carlos Omar Villela Gomes
Música: Lucas Mendes
Santa Maria

O Amigo do Campeiro - Chamarra
Letra: Rafael Chiapetta
Música: Paulo Ricardo Saavedra
São Gabriel

Olhando a Curva da Estrada - Guarânia
Letra: Martim César
Música: Alessandro Gonçalves
Intérprete: Robledo Martins
Jaguarão

Sonho de Liberdade - Milonga
Letra: Jaime Isquierdo
Música:Marcelo Cachoeira
Gravataí

Teatina - Milonga
Letra: João Stimamillio
Música: Érlon Péricles
Porto Alegre

Tropa Morta - Milonga
Letra:Volmir Coelho
Música: João Bosco Ayalla e Everson Maré
Intérprete: Volmir Coelho e Robledo Martins
Santana do Livramento, Guaiba e Pelotas

Este meu verso à moda antiga - Polca
Letra: Gujo Teixeira
Música: Érlon Péricles e Duca Duarte
Lavras do Sul e Porto Alegre

Têmpera - Chamarra
Letra: Ângelo Franco
Música: Felipe Barreto Costa
Intérprete: Pirisca Grecco
Porto Alegre

Ao meu Poncho Castelhano - Milonga
Letra: Henrique Fernandes
Música: Gabriel “ Selvage “

31 de julho de 2011

A gaúcha Coxilha de Coração de Madeira

Quando acaba um festival, fica sempre um sentimento de saudade...e essa Coxilha gurizada, vai deixar muita saudade. Uma edição histórica do festival com músicas de muita qualidade, intérpretes, letras, melodias e apresentações que ficarão gravadas na memória e no coração de todos.
Por enquanto eu posto pra vocês o resultado..
Mais tarde atualizo o post..com mais prosa e fotos..

1 Lugar
Coração de Madeira
Letra - Adriano Alves
Melodia - Cristian Camargo
Interpretação - Marcelo Oliveira, Raineri Sphor, Roberto Borges e Cícero Camargo

2 Lugar
Vocação
Letra - José Carlos Batista de Deus e Edurdo Muñoz
Melodia - João Bosco Ayalla Rodrigues e Luizinho Correa
Interpretação - Angêlo Franco

3 Lugar
A Estrada do Tempo
Letra e Música - Érlon Péricles
Interpretação - Eraci Rocha e Miguel Marques

Música Mais Popular
Mate com a Santinha

Melhor Intérprete - Angêlo Franco
Melhor Instrumentista - Lucas Ferrera
Melhor Arranjo - A Terra e o Missioneiro
Melhor Vocal - O Contrabandista
Melhor Indumentária - Marcelo oliveira, Adriano Alves e Raineri Sphor
Melhor Melodia - A Estrada do Tempo (Érlon Péricles)
Melhor Letra - A Terra e o Missioneiro (Rodrigo Bauer)
Melhor tema sobre a história de Cruz Alta - Mate com a Santinha

Um exemplo de festival!

Buenas meus amigos..
Ainda pelos pagos de Cruz Alta, com um frio de renguiá cusco..mas passei por aqui, antes de postar o resultado pra vocês, pra elogiar o que eu considerei um exemplo de organização e respeito. A Coxilha Nativista é sem dúvida nenhuma um festival de primeiríssima grandeza e a forma como Cruz Alta recebe a nossa música é louvável. Desde o apoio do poder público ao envolvimento da comunidade o festival pára a região a administração municipal se mobiliza para fazer um festival pra ninguem botar defeito mesmo. Mais de oitenta rádios, onze emissoras de TV, um público de 5 mil pessoas lotando o ginásio em todas as noites do festival, e muita gente ficou de fora porque o ginásio ficou pequeno pra essa grande e histórica Coxilha Nativista.
Eu já havia acompanhado uma Coxilha por aqui, e tinha comentado no blogue a forma como fomos recebidos e é incrível como eles conseguem se superar a cada ano. Respeito ao público, aos músicos e a comunidade. Um respeito e uma dedicação de uma equipe competentíssima e focada, regidos pelo "maestro" Alex Della Mea secretário da Cultura do Município e coordenador do festival.
Parabéns Coxilha, Parabéns Cruz Alta..que Deus ilumine cada vez mais essas pessoas que, a custa de muito trabalho, elevam o nome da nossa cultura!!
VIDA LONGA A COXILHA NATIVISTA!!

28 de julho de 2011

Começa a tradicional Coxilha Nativista

Cruz Alta está em festa! De hoje até sábado, acontece a 31° edição da Coxilha Nativista um dos mais importantes e tradicionais festivais de música do nosso estado. Pelo palco Jayme Caetano Braun, passaram grandes nomes do nativismo gaúcho entre eles: João de Almeida Neto, Eraci Rocha, Marco Aurélio Vasconcellos, Miguel Marques mesclados a outros grandes nomes da nova geração Marcelo Oliveira, Angelo Franco, Shana Muller, Lizandro Amaral, Lambari, Cristiano Quevedo entre outros.
Posto pra vocês as músicas que estarão no palco nessas noites de festival..e por lá, vou atualizando.
Lembrando que a RADIO TERRA GAÚCHA, transmite AO VIVO a partir da 20h30 desta sexta.
Ou no portal do festival no www.coxilhanativista.com.br que também estará transmitindo.
Os shows ficam a cargo de Pedro Ortaça, Joca Martins e Luiz Marenco e Jari Terres.


QUINTA
  
1ª ELIMINATÓRIA FASE GERAL

  1. Coração de Madeira – Chamamé
      Letra: Adriano Silva Alves          
      Melodia: Cristian Camargo
      Cidade: Pelotas

  1. Arrasta a Enxada – Chamarra
       Letra: Binho Pires                 
       Melodia: Érlon Péricles e Elton Saldanha
       Cidade: São Luiz Gonzaga

  1. Pelos Olhos dos Meus Sonhos  -  Milonga
      Letra: Valdir Disconzi        
      Melodia: Miguel Marques
      Cidade: Santiago

  1. A Terra e o Missioneiro - Aire de Chacarera
       Letra: Rodrigo Bauer              
       Melodia: Ângelo Franco
       Cidade: São Borja

  1. Vovô não vai... – Vaneira
       Letra: Carlos Alberto Dahmer, Dilceu dos Santos e Luis Carlos Jarutais
       Melodia: Dilceu dos Santos
       Cidade: Ijuí

  1. Estrada do Tempo – Canção
      Letra e Melodia: Érlon Péricles
      Cidade: Porto Alegre

  1. A Tapera Fala ao Andante – Chamamé
      Letra e Melodia: Juliano Javoski
      Cidade: São Jerônimo

  1. Meu Amigo e seu Bragado – Chamarra
      Letra: Lisandro Amaral         
      Melodia: Guilherme Collares e Lisandro Amaral
      Cidade: Bagé

  1. Quando a Raiz Enfraquece – Milonga
       Letra: Jorge Nicola Prado            
       Melodia: Arthur Bonilla 


SEXTA
 
2ª ELIMINATÓRIA FASE GERAL

1. Vocação - Chamarra

Letra: José Carlos Batista de Deus e Eduardo Munhoz
Melodia: João Bosco Ayala e Luís Augusto Correa
Cidade: Pelotas

2. Do Pé da Cruz, às Estrelas!!! – Chamamé

Letra: Wilson Vargas                    
Melodia: Sérgio Rosa
Cidade: Triunfo/Santa Maria

3. Em Nome dos Meus – Milonga

Letra: Leonardo Borges                  
Melodia: Luiz Cardoso
Cidade: Santana do Livramento

4. A Senhora, O General e O Cavalo – Chacarera

Letra: Antônio Augusto Fagundes              
Melodia: Cristiano Quevedo
Cidade: Porto Alegre

5. Pra Minha Amada – Chamarra

Letra e Melodia: Jairo “Lambarí” Fernandes
Cidade: Porto Alegre

6. Nas Malas de Quem Regressa – Canção

Letra: Rodrigo Bauer                    
Melodia: Carlos Machado
Cidade: São Borja

7. Campeando Casamento – Bugio

Letra: Marco Antônio Nunes            
Melodia: Halber Lopes
Cidade: Santiago

8. O Contrabandista – Chacarera

Letra: João Ari Ferreira     
Melodia: Nilton Ferreira
Cidade: Jaguari

9. Costeando um Rio de Fronteira – Chamamé

Letra: Martin Cezar                      
Melodia: Alessandro Gonçalves
Cidade: Jaguarão
       Cidade: Cruz Alta

26 de julho de 2011

1 Tertúlia Entre Mates e Canções

"Entre mates e canções".
Esse nome é o mesmo de um projeto que já existiu em Candiota, no passado, e que não mais fora realizado. Decidiu-se, então, esta mesma caracterização, consensualmente entre organizadores e apoiadores do evento, para a revitalização do “Entre Mates e Canções”, porém, sob novo formato.

O "Entre Mates e Canções" é um projeto de tertúlias nativistas, na qual os talentos artísticos de Candiota e - região - poderão apresentar o seu trabalho para o público candiotense. Cada tertúlia terá um tema pré-definido, ou seja, todas as músicas apresentadas serão relativas ao tema.

A primeira tertúlia homenageia o cantor César Passarinho. Sendo assim, o repertório será essencialmente baseado na trajetória deste ícone do nativismo. Além disso, cada tertúlia terá a participação de 2 artistas renomados no meio nativista, que irão dividir o palco com os músicos candiotenses.

Na primeira tertúlia teremos a presença do cantor Robledo Martins e do violonista Everson Maré.

Local: O projeto apresenta caráter itinerante, sendo predominante a sua realização nos centro de tradições gaúchas da cidade de Candiota.



Mais informações sobre a 1ª edição:

Tema: Músicas consagradas na voz de César Passarinho

Artistas convidados: Robledo Martins (intérprete) e Everson Maré (guitarrista, ex-integrante do grupo OS SERRANOS).

Dia 31/07/11 (domingo) as 19.00h, no Clube Social Recreativo Candiota (vila residencial).



** Entrada franca

25 de julho de 2011

Classificadas Guyanuba da Canção

Entonces..
Já tô quase de mala pronta pra Coxilha..mas dei uma passadita por aqui pra postar pra vocês as composições classificadas para a Guyanuba da Canção de Sapucaia do Sul. O festival acontece no final de semana do dia dos pais (05 e 06 de Agosto).
Lembrando que além do festival, o X da tia do ginásio é pra lá de especial..vale a pena conferir.
Posto pra vocês as músicas classificadas na fase geral, assim que eu conseguir formatar a local, piá e piazito atualizo pra vocês..

Eu Tapera - Milonga
Letra: Sílvio Genro
Música: Tuny Brum
Uruguaiana / Santa Maria


Aos Olhos de Quem é Campo - Milonga
Letra: Lucas Mendes e Carlos Omar Villela Gomes
Música: Lucas Mendes
Santa Maria


O Amigo do Campeiro - Chamarra
Letra: Rafael Chiapetta
Música: Paulo Ricardo Saavedra
São Gabriel


Olhando a Curva da Estrada - Guarânia
Letra: Martim César
Música: Alessandro Gonçalves
Jaguarão


Sonho de Liberdade - Milonga
Letra: Jaime Isquierdo
Música:Marcelo Cachoeira
Gravataí


Teatina - Milonga
Letra: João Stimamillio
Música: Érlon Péricles
Porto Alegre


Tropa Morta - Milonga
Letra:Volmir Coelho
Música: João Bosco Ayalla e Everson Maré
Santana do Livramento, Guaiba e Pelotas


Este meu verso à moda antiga - Polca
Letra: Gujo Teixeira
Música: Érlon Péricles e Duca Duarte
Lavras do Sul e Porto Alegre


Têmpera - Chamarra
Letra: Ângelo Franco
Música: Felipe Barreto Costa
Porto Alegre


Ao meu Poncho Castelhano - Milonga
Letra: Henrique Fernandes
Música: Gabriel “ Selvage “
Marau

24 de julho de 2011

Classificadas 25 Moenda da Canção

Buenas meus amiguinhos..
Do blogue do meu amigo Jairo Reis (Ronda dos Festivais) posto pra vocês as composições classificadas para o jubileu de prata da Moenda da Canção de Santo Antônio da Patrulha que acontece de 19 a 21 de Agosto.
São elas:

1. A Carreira do Destino

Autores: Piero Ereno/Matheus Alves

2. A Luz da Coragem
Autores: Guilherme Suman / Thiago Suman/Adriano Sperandir/Cristian Sperandir

3. A Vida Com o C
Autores: Kako Xavier/Amaro Radox

4. Agora Entendo Porque Choras
Autores: João Stimamilio/Matheus Alves

5. Água Boa de Beber
Autors: Zé Alexandre/Paulo Delfino

6. Cores e Aromas
Autores: Zé Renato Daudt /Túlio Urach /Miguel Azambuja

7. Do Encontro à Despedida
Autor: Sandro Dornelles

8. Falquejado no Rigor
Autores: Rodrigo Bauer /Érlon Péricles (Porto Alegre – RS)

9. Hino a Ninkasi
Autores: Bárbara Jaques de Góes /Thiago Lasserre Ferreira

10. Los Jinetes
Autores: Carlos Madruga /Carlos MoacirPinto Rodrigues

11. Milonga das Sete Faces
Autores: Guilherme Suman/Thiago Suman/Ricardo Martins/Matheus Alves

12. Montero
Autores: Rodrigo Jacques /Guilherme Collares

13. No Final, Tudo Vai Dar Certo
Autores: Zé Alexandre

14. O Pedro e o Maninho
Autores: Carlos Omar Villela Gomes/Piero Ereno

15. Pode se Misturar
Autor: Caio Martinez

16. Rendeiro Baião de Mim
Autor:es: Daniel Wolf /Felipe Azevedo



1ª Moenda Instrumental:

1. Chama a Mãe (Arthur Bonilla)
2. Flamboyã (Cristian Sperandir/Adriano Sperandir)
3. Primeiro Filho (Thiago Carreri)
4. Sete e Três (Luiz Mauro Filho

15 de julho de 2011

Nilton Ferreira e Chão de Areia brilham em festival nacional!

Na noite dessa sexta aconteceu a 9° edição do festival Viola de Todos os Cantos e mais uma vez a noite foi da gaúchada. Meu amigo querido Nilton Ferreira foi o grande vencedor da categoria regional com a composição "Onde mora o Sabiá" enquanto o segundo lugar ficou com o Grupo Chão de Areia com a composição "Tafona".
O festival que acontece anualmente em cidades mineiras e paulistas tem grande representatividade da nossa cultura...
A 8° edição foi vencida também por gaúchos, os irmãos Arissom e Emerson foram os vencedores ano passado desse mesmo festival.
Parabéns Niltão e Chão de Areia e toda a gurizada que esteve pelos pagos paulistas e mineiros representando nosso estado e nossa cultura com muito orgulho.
A torcida por aqui e em Jaguari foi grande!! hehehe...mas valeuuuu!!!

*Foto Ju Spanevello

12 de julho de 2011

BAHstidores !!

Com o advento da internet e das tecnologias, hoje há espaço suficiente em rede para tratarmos dos mais diversos assuntos e como conseqüência segmentarmos cada vez mais estes assuntos que são abordados. Surgem frequentemente novos blogs de músicos e ligados ao movimento nativista dos festivais, que divulgam agendas, premiações, notícias etc. Mas muito pouco, ou quase nada, se vê nestes blogs sobre os Bastidores destes eventos e suas produções. Pensando nisso, criamos o BAHstidores, um blog de temática gaúcha/nativista que visa ser um segmento dos blogs que possuem esta mesma temática.

Nossa proposta editorial do “BAHstidores” é noticiar e divulgar os bastidores dos festivais e eventos nativistas que acontecem no Rio Grande do Sul e Santa Catariana. Além disso, é explorar informações diferenciadas a respeito de produção de Cds, shows, festivais, lançamentos, etc., como também disponibilizar espaço para entrevistas, vídeos e fotos.

O blog “BAHstidores” também é um espaço aberto para todos aqueles que quiserem manifestar suas críticas, sugestões e opiniões a respeito destes eventos.



Nossa equipe tem como responsáveis: 


Clarissa Moura estudante de Jornalismo, natural de Encruzilhada do Sul/RS.
Cristiane Machado consultora em Gestão da Informação, natural de Caçapava do Sul/RS.
Letícia Silveira estudante de Letras, natural de São Sepé/RS.

Para fazer um trabalho de maior qualidade contamos com auxílio de nossas queridas amigas  como  
Correspondentes Especiais:

Aline Ribas – Pelotas/RS

Lidiane Oliveira – Porto Alegre/RS

Luciana Siqueira – Santa Maria/RS

Patrícia Berlanda – Lages/SC

Sabrina Marques – Pelotas/RS

Contamos ainda com o apoio dos amigos:


Matias Moura – Rádio Terra Gaúcha
Leonardo Gadea – Gadea Produções

Classificadas 1º Canto Paisano - Pelotas

. As jóias de um pingo;
Autoria da letra: Cristiano Vargas Thunon
Autoria da música: Edgard Malaguez
. Doce Bibiana;
Autoria da letra: Volmir Coelho
Autoria da música: Volmir Coelho
. Descobiertas de um coplero;
Autoria da letra: Fábio Maciel
Autoria da música: Maicon González
. Payada de retorno às origens;
Autoria da letra:
Autoria da música:
. Sonho de carreteiro;
Autoria da letra: Nelson Rodrigues
Autoria da música: Gerson Mattos

. Fragmentos de tua partida;
Autoria da letra: Mozer Ávila
Autoria da música: Igor Moraes
. Dos dois lenços que há no céu;
Autoria da letra: Martin César
Autoria da música: Maicon González
    - Dores da estância solidão ;
      Autoria da letra: Rômulo Furtado
     Autoria da música: Guilherme Suman
. De um sonhar de flor morena;
Autoria da letra: Alex Sandro Moraes Moreira
Autoria da música: Flávio Mendez
. Campo guitarra e cordeona ;
Autoria da letra: Rodrigo Spiering e Alex Moreira
Autoria da música: Flávio Mendez
. De que valem as palavras;
Autoria da letra: Jeferson Monteiro
Autoria da música: Natalício Cavalheiro
Das lições que Deus nos dá ;
Autoria da letra: Carlos Eugênio Costa
     Autoria da música: Marcel Cardoso

Do blog da Rádio Terra Gaúcha

6ª Manoca do Canto Gaúcho está adiada para novembro.

Prezados Senhores

            Desde sua primeira edição a Manoca do Canto Gaúcho vem sendo referência na região dos vales, com relação ao nativismo gaúcho, onde realiza um festival de música nativista inédita com o objetivo de valorizar a arte e a cultura das nossas raízes através da música.
           
            É o único evento do gênero no município que tem descoberto e projetado talentos na poesia e na música. Também tem se destacado como um exemplo de organização, de hospitalidade e de qualidade musical.
Desde a 1ª Manoca os organizadores se preocuparam em eternizar as grandes composições que estiveram em seu palco, através de registros fonográficos, que hoje estão espalhados pelo Rio Grande em CDs e DVDs.

Nos orgulha assistir as imagens do festival de Santa Cruz do Sul acessadas diariamente através da rede mundial de computadores em sites de vídeos (youtube e outros), bem como, ter proporcionado a transmissão ao vivo do palco da Manoca através da internet para todo o mundo e que em uma única noite  na Fase Local, obteve mais de 5.000 acessos nas emissoras que o fizeram.
           
            O que foi destacado anteriormente já é do conhecimento de muitos, mas ainda falta para algumas pessoas se convencerem da contribuição que damos para a cultura de um povo. Quando se realiza um evento de tamanha notoriedade como este é preciso que lideranças de todas as áreas do nosso município desviem seu olhar por um momento dos eventos germânicos, que também são de grande expressão e importância, e valorizem igualmente os gaúchos/nativistas e o que estão fazendo por nossa cidade.

            Durante todos estes anos a Associação Cultural Pró Rio Grande (ASCUPR), organizadora do festival, vem realizando o mesmo com recursos próprios, de empresas locais e Prefeitura Municipal. Todos os recursos recebidos foram aplicados exclusivamente no festival, sendo que, as pessoas envolvidas com o mesmo são voluntárias não recebendo nenhum tipo de incentivo financeiro.

            Nas cinco edições do festival tivemos a oportunidade de fomentar o comércio local, o turismo e a hotelaria, além de colocar Santa Cruz do Sul em um local de destaque perante os festivais nativista do Estado.

            Todo este sucesso conquistado pela Manoca proporcionou reconhecimentos e premiações dentro e fora de nossa cidade, tanto que, o mesmo faz parte do Calendário Oficial de Eventos do Município de Santa Cruz do Sul e também no calendário de eventos da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Sul (SETUR), onde é destacado como uma promoção da Associação Cultural Pró Rio Grande, Gazeta Grupo de Comunicações, Dom Alberto e Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Sul.

            O que nos levou a escrever este manifesto se deve ao fato de que este patrimônio cultural dos santacruezenses e de todos os gaúchos corre o risco de não acontecer neste ano de 2011 em sua Fase Nacional. O que é muito triste, pois, mais de 400 composições foram inscritas de diversas partes do Estado além de Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso.

Nossa primeira opção é adiar o mesmo para os dias 05 e 06 de novembro de 2011, na tentativa de reverter esta situação e proporcionar a toda comunidade mais um espetáculo de cultura, poesia e música.
           
A Fase Local do evento já aconteceu e quatro composições de Santa Cruz do Sul já estão classificadas para a Fase Nacional. Esta Fase contou com o apoio irrestrito de nossos parceiros - Dom Alberto e Grupo Gazeta de Comunicações, que continuam nos fazendo o costado para a próxima etapa.

Infelizmente até o momento para a Fase Nacional a comissão organizadora da 6ª Manoca não conta com o apoio financeiro necessário para viabilizar a execução do projeto.

            Pelo primeiro ano temos a nossa disposição apoio da Lei de Incentivo a Cultura (LIC), através da aprovação de captação de parte do projeto financeiro do evento, onde nos permite obter recursos de empresas, com abatimento no ICMS, mas que infelizmente, como o projeto foi aprovado recentemente, ainda não foi possível à captação.

            Nosso apelo é para que o Poder Público Municipal  de Santa Cruz do Sul e também as empresas locais, nos auxilie neste momento tornando possível a realização deste projeto, que tem tido grande êxito e reconhecimento não só no Rio Grande do Sul, mas em outros estados.

Nos ajude a não deixar morrer a Manoca do Canto Gaúcho, forjada com alma e essência gaúcha.

Atenciosamente,

Presidente da ASCUPR - Giovanni Muller
Secretária – Daiana Oliveira
Coordenador Geral - Rovani Morales
Coordenador Financeiro – Paulo Morales


Contatos:
Fones: (51) 9912-6154 / (51) 9619-9297
Acesse o nosso blog e conheça um pouco mais sobre a nossa história:

A triagem do festival também será adiada e os poetas que enviaram suas composições estão livres para enviá-las a outros festivais. Pedimos que nos comuniquem caso as mesmas sejam classificadas. 

30 de junho de 2011

Classificadas 31° Coxilha Nativista

Buenas e me esparramo..
Posto pra vocês as música que estarão no palco da 31° Coxilha Nativista de Cruz Alta nos dias 27, 28, 29 e 30 de Julho.
São elas:

1.    Arrasta a Enxada – Chamarra
       Letra: Binho Pires                 
       Melodia: Érlon Péricles e Elton Saldanha
       Cidade: São Luiz Gonzaga
 
2.    A Senhora, O General e O Cavalo – Chacarera
      Letra: Antônio Augusto Fagundes              
      Melodia: Cristiano Quevedo
      Cidade: Porto Alegre
 
3.    A Tapera Fala ao Andante – Chamamé
      Letra e Melodia: Juliano Javoski
      Cidade: São Jerônimo
 
4.    A Terra e o Missioneiro - Aire de Chacarera
       Letra: Rodrigo Bauer              
       Melodia: Ângelo Franco
       Cidade: São Borja
 
5.    Campeando Casamento – Bugio
       Letra: Marco Antônio Nunes            
       Melodia: Halber Lopes
       Cidade: Santiago
 
6.    Coração de Madeira – Chamamé
      Letra: Adriano Silva Alves          
      Melodia: Cristian Camargo
      Cidade: Pelotas
 
7.    Costeando um Rio de Fronteira – Chamamé
       Letra: Martin Cezar                     
       Melodia: Alessandro Gonçalves
       Cidade: Jaguarão
 
8.    Do Pé da Cruz, às Estrelas!!! – Chamamé
      Letra: Wilson Vargas                    
      Melodia: Sérgio Rosa
      Cidade: Triunfo
 
9.    Em Nome dos Meus – Milonga
      Letra: Leonardo Borges                  
      Melodia: Luiz Cardoso
      Cidade: Santana do Livramento
 
            10.  Estrada do Tempo – Canção
      Letra e Melodia: Érlon Péricles
      Cidade: Porto Alegre
 
11.  Meu Amigo e seu Bragado – Chamarra
      Letra: Lisandro Amaral         
      Melodia: Guilherme Collares e Lisandro Amaral
      Cidade: Bagé
 
12.  Nas Malas de Quem Regressa – Canção
      Letra: Rodrigo Bauer                    
      Melodia: Carlos Machado
      Cidade: São Borja
 
13.  O Contrabandista – Chacarera
       Letra: João Ari Ferreira     
       Melodia: Nilton Ferreira
       Cidade: Jaguari
 
14.  Pelos Olhos dos Meus Sonhos  -  Milonga
      Letra: Valdir Disconzi        
      Melodia: Miguel Marques
      Cidade: Santiago
 
15.  Pra Minha Amada – Chamarra
      Letra e Melodia: Jairo “Lambarí” Fernandes
      Cidade: Porto Alegre
 
16.  Quando a Raiz Enfraquece – Milonga
       Letra: Jorge Nicola Prado            
       Melodia: Arthur Bonilla
       Cidade: Cruz Alta
 
17.  Vocação - Chamarra
       Letra: José Carlos Batista de Deus e Eduardo Munhoz
       Melodia: João Bosco Ayala e Luís Augusto Correa
       Cidade: Pelotas
 
18.  Vovô não vai... – Vaneira
       Letra: Carlos Alberto Dahmer, Dilceu dos Santos
       e Luis Carlos Jarutais
       Melodia: Dilceu dos Santos
       Cidade: Ijuí 


FASE LOCAL
1.    A Terra Prometida – Toada

      Letra: Luiz Onério Pereira               

      Melodia: Marcelinho de Carvalho

 

2.    Baile da Julia Preta – Vaneira

      Letra e Melodia: Sérgio Matias

 

3.    Cantares de Parceria Chamamé

      Letra e Melodia: Gabriel Moraes

 

4.    Dessas Coxilhas – Chamamé

      Letra: Jorge Nicola Prado               

      Melodia: Marcelinho de Carvalho

 

5.    Espelhos da Alma – Canção

      Letra: Carlos Machado                    

      Melodia: Angelino Rogério

 

6.    Mate com a Santinha – Vaneirão

      Letra e Melodia: Leandro Torres Ribeiro

 

7.    Para Cantar na Primavera Milonga

      Letra: Luiz Carlos Shaka Guerreiro

      e Antônio Valente

      Melodia: Pedro Carvalho Jr.

 

8.    Parando Rodeio – Milonga

      Letra: Jorge Luis Carneiro dos Santos

      e Sabani Felipe de Souza

      Melodia: Adão Reis e Sabani Felipe de Souza

 

 

9.    Rastro e Poente – Milonga

      Letra e Melodia: Beto Barcellos

 

10.  Velho Fiscal da Vacina Vaneira
       Letra: Luciano Ferrera e Rodrigo Martins
       Melodia: Rodrigo Martins